Quem sou eu

Minha foto
FARROUPILHA, RS, Brazil
UMA APAIXONADA POR COZINHA QUE QUER VIVER SER FELIZ E DAR MUITA RISADA !!!!!!!!!!!

Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

DÚVIDAS?

SE TIVER DUVIDAS OU QUISER ALGUMA RECEITA, MANDE UM EMAIL PARA:
chocolateriapaulista@hotmail.com

VOLTANDO COM TUDOOO

OLÁ QUERIDOS AMIGOS E AMIGAS !!!!!
ESTIVE LONGE DO BLOG POR MAIS DE UM ANO, PORQUE ENGRAVIDEI E TIVE ALGUNS PROBLEMINHAS DURANTE A  GESTAÇÃO, MAS TUDO FOI RESOLVIDO.
MEU BEBE NASCEU E É LINDO HOJE COM QUASE 4 MÊSES O MAURÍCIO JEAN ME FAZ MUITO FELIZ !!!!
MAS AGORA VOU VOLTAR A FAZER MEUS DOCES POIS NAO FICO SEM ELES.
OLHA A FOTO DO MEU LINDÃO !!!!
GRAÇAS A DEUS ELE É SAUDÁVEL E PERFEITO
VEIO PRA UNIR AINDA MAIS A FAMILIA E É O PRESENTE SURPRESA QUE MAIS GOSTEI !!!!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

EMPADINHA DE PALMITO

OOOOOOO  COISA BOOOOOAAAAAAAAA !!!!!!!!!!!!!!!!!!

PARA REFLETIR !!!

Disciplina é Liberdade


Disciplina é liberdade é uma frase que está na música Há Tempos do Legião. E refletindo sobre isso, quero falar aqui hoje sobre como somos fujões da disciplina, como gostamos de escapar das nossas obrigações com essa mania de que tudo é chato, uma imensa chatice.

Sempre deixamos para amanhã. Essa preguiça sem vergonha tem até um nome bem bonito: procrastinação. Procrastinar vem do latim (só podia, os romanos sabiam das coisas) e quer dizer adiar, atrasar, demorar, postergar, resumindo: deixar para depois.

O triste hábito, que já se incrustrou nas nossas vidas traz mais problemas do que a gente supõe. Por exemplo, aqui em casa, cada vez que a gente pára de cuidar do jardim é um Deus nos acuda, pois quando voltamos a grama está imensa, o mato já tomou conta de tudo, as plantas estão abandonadas e tudo parece um verdadeiro "RELAXAMENTO" como diz o senhor meu marido.

Talvez você pense aí em alguns outros exemplos. Deixar a louça na pia (sempre a bendita) não é tão grave assim, concordamos. Adiar uma consulta médica, ou um exame de rotina, também não. Mas as coisas se acumulam, vagarosamente, como se um milhão de soldadinhos invisíveis tramassem pelas nossas costas, e um belo dia acordamos e a única sensação que podemos ter, diante do tamanho da bagunça é que nunca haverá tempo suficiente para fazer tudo.

É verdade que o nosso mundo moderno exige cada vez mais pessoas múltiplas, que realizem muitas tarefas ao mesmo tempo, que consigam ter a visão de muitos cenários ao mesmo tempo, principalmente no mundo corporativo.

O pior é que muitas vezes nós mesmos nos sabotamos, invertendo prioridades por razõs diversas. Quer ver um exemplo? Se a sua mesa está cheia de trabalho, e aquele relatório bendito ainda não saiu da sua mão, qual é a primeira coisa que você faz quando chega? Ler os emails, com certeza. Ou seja, dá mais um empurrãozinho para lá naquilo que é necessário fazer.

O resultado disso tudo é que acaba se gerando ainda mais stress, pois a tarefa não foi cumprida, e ela não desaparecerá da nossa cabeça só por que não queremos fazê-la.

O fato de adiarmos algumas coisas acaba se transformando em uma bola de neve. A partir daí, fica difícil controlar o próprio tempo, os dias passam e a gente não consegue lidar com todas as situações pendentes e bate aquele desespero.

Porquê fazemos isso? Parece que é um problema genético, mas não é. Acontece que, entre os nossos desejos (o que realmente queremos) que nos trazem prazer e as nossas obrigações (que precisamos, devemos fazer) que não nos trazem prazer algum, ficamos sempre com a primeira opção.

Uma das razões mais aceitas para isso é que falta-nos o autocontrole necessário para darmos prioridade ao mais urgente e necessário (nem sempre o mais prazeiroso). Ser senhor dos próprios atos e do próprio tempo, equilibrando as prioridades e afinando o senso crítico, eis o desafio.


Bom, mas e aí? Será que estamos perdidos, sem salvação?? Qual a melhor solução para este probleminha tão comum hoje em dia e que tanto nos atrapalha??

A melhor forma de lidar com a procrastinação, primeiro, é reconhecer que ela faz parte de nós. Assumir esse comportamento, enxergar que ele não está somente nos outros, mas está em nós, já é um bom começo.

Segundo, definir as prioridades reais. Estamos tão acostumados a achar que tudo é urgente que corremos o risco de colocar em primeiro lugar coisas que nem são tão importantes.

Terceiro, definir prazos. Esse é um método para disciplinar as nossas prioridades. Mesmo que sua tarefa não tenha um prazo definido (e por isso você deixe sempre para fazer amanhã) coloque uma data para que esteja resolvido até o dia tal. Ter um prazo final é um alívio para a cabeça.

Quarto, tome decisões. Isso implica dizer não também. Haverá coisas não terminadas, sim, e outras que a gente nem mesmo vai começar a fazer, por uma série de razões. Mas isso precisa ser resolvido. A facilidade em tomar decisões (que nem sempre podem ser as melhores, mas isso é parte do processo) vai amadurecendo e aos poucos será mais fácil.

Quinto, em consequência haverá momentos em que será necessário arriscar. Ora, nem sempre estamos certos sobre determinada coisa, provavelmente não estamos, mas é preciso decidir, e portanto, arriscar. Não dá para ser neutro o tempo todo sobre tudo. Tome uma posição e decida.

As duas coisas juntas, decidir e arriscar, podem trazer uma grande melhoria na autoestima. Ser capaz é um dos melhores impulsos que você mesmo pode se dar.

O outro lado da moeda é o medo de não se sentir capaz, não só de tomar decisões, mas de arriscar algumas coisas. Às vezes, o medo é paralisante. Medo de não dar certo. Medo do que as pessoas vão pensar se eu fizer assim ou assado. Medo de não dar conta do recado.

Faz parte. Por isso começar é tão importante. Deixar a intuição correr solta e não se preocupar tanto com o fim e sim com o meio. O resultado talvez não seja tão bom quanto você gostaria, mas pelo menos você não está em inércia, esperando o amanhã chegar.

Resumindo, na prática:

- crie prazos
- concentre-se e evite distrações
- faça uma lista - isso ajuda a visualizar e a definir as prioridades.
- não misture trabalho e família. Faça uma lista para cada um, assim o trabalho não estará sempre em primeiro lugar...
- seja honesto. Se acha que não vai dar conta, peça ajuda, fale com as pessoas das dificuldades. Só não vale desistir de cara.


E voltando ao topo, disciplina é liberdade por que nos coloca no lugar certo onde devemos estar para aproveitarmos o máximo a vida, sem deixar de fazer aquele milhão de coisas que são necessárias. Estaremos, assim, livres da culpa e do stress. E com certeza, vai sobrar mais tempo para todas as outras coisas prazeirosas que a gente tanto gosta.

sábado, 16 de outubro de 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

UMA RECEITINHA MUITO BOA PARA DESCONTRAIR HEHEHEHE

Frango com Uísque


Uma receitinha engraçada para a gente curtir a semana. Boa semana!

Ingredientes:
- 01 garrafa de whisky (do bom,  claro!)
- 01 frango de aproximadamente 02 quilos
- sal, pimenta e cheiro verde a gosto 
- 350 ml de azeite de oliva extra virgem
- nozes moídas

Modo de preparar:
- Tome uma dose de whisky
- pegue o frango
- beba uma dose dupla de whisky
- envolver o frango e temperá-lo com sal, pimenta e cheiro verde a gosto. 
- tome outra dose
- massageá-lo com azeite.
- Pré-aquecer o forno por aproximadamente 10 minutos.
- Sirva-se de uma boa dose (caprichada) de whisky enquanto aguarda..
- Use as nozes moidas como 'tira gosto'. 
- Colocar o frango em uma assadeira grande.
- Sirva-se de mais duas doses de whisky.
- Axustar o terbostato na marca 3, e debois de uns vinch binutos, botar para assassinar.
- digu: assar a ave. 
- Derrubar uma dose de whisky debois de beia hora,
- formar abaertura e gontrolar a assadura do frango.
- Tentar zentar na gadeira, servir-se de uoooooooootra dose saraaaaada de whisky.
- Cozer(?), costurar(?), cozinhar, sei lá, voda-se o vrango. 
- Deixáááá o filho da buta do pato no vorno por umas 4 horas.
- Tentar retirar o vrango do vorno -- num vai guemar a mão, garaio!
- Maaaandar mais uma boa dose de whisky pra dentro . . de você, é claro. 
-Tentar novamente tirar o sacana do vrango do vorno, porque na primeira teenndadiiiva dããão deeeeuuuuuu.
- Begar o vrango que gaiu no jão e enjugar o filho da puda com o bano de jão e cologá-lo numa pandeja ou qualquer outra borra, bois avinal você nem gosssssssssta muito dessa bosta de marreco .

ADOREI !!!!!!!!!!! KAKAKAKAKAKA